INICIO DA VACINAÇÃO CONTRA A COVID-19 EM CAMPO NOVO DO PARECIS

 

Publicado em: 20/01/2021 15:27

Whatsapp

 

No início tarde do dia 20 de janeiro de 2021, foi vacinado o primeiro cidadão campo-novense contra a doença Covid-19. Foi um profissional de saúde do município de Campo Novo do Parecis que, durante o ano de 2020, atuou na linha de frente contra a epidemia Covid-19.

 A vacina administrada é CORONAVAC (Sinovac/Butantan). É necessário a aplicação de duas doses da vacina para a efetiva imunização, com intervalo de 2-4 semanas entre as doses. A vacina está indicada para pessoas acima de 18 anos de idade.

Lembrando que “a vacinação é uma forma simples, segura e eficaz de proteger as pessoas contra doenças nocivas, antes que entrem em contato com elas. Ele usa as defesas naturais do seu corpo para criar resistência a infecções específicas e tornar o sistema imunológico mais forte” (Organização Mundial de Saúde).

Por meio da vacinação contra a Covid-19 dos grupos prioritários, a equipe de saúde pública de Campo Novo do Parecis almeja reduzir a morbimortalidade causada pelo coronavírus SARS-CoV-2, do mesmo modo manter o funcionamento da força de trabalho dos serviços de saúde e a o funcionamento dos serviços essenciais. Desde o início da pandemia Covid-19, até 19 de janeiro de 2021, Campo Novo do Parecis, registrou 3.414 casos confirmados de Covid-19 e 34 óbitos, uma incidência de 9,4/100.00 hab. casos, uma mortalidade de 94,1/100.000 hab. e uma letalidade de 1,0%.

 Pensando na operacionalização da Campanha Nacional de Vacinação Contra a Covid-19 em Campo Novo do Parecis, o Departamento de Vigilância Epidemiológica, da Secretaria Municipal de Saúde, elaborou um Plano Estratégico para desenvolver as ações a fim de atender todos os grupos prioritários, de acordo com o recebimento dos lotes de vacinas, as quais são enviadas pelo Governo Estadual ao município. O Plano Municipal Operacional de Vacinação contra a Covid-19 foi organizado em cinco fases para atender a população campo-novense, segundo o grupo prioritário, observando os critérios logísticos de recebimento e distribuição das doses pela SES. As datas para cada Fase foram estimadas, contudo dependem prioritariamente do recebimento de doses da vacina para serem executadas.

 Fase 1 – Trabalhadores de Saúde; Idosos acima de 75 anos de idade; Indígenas (na aldeia).

Fase 2 – Idosos de 60 a 74 anos de idade.

Fase 3 – Pessoas com comorbidades.

Fase 4 – Trabalhadores de educação: ensino básico e superior; Funcionários do Sistema Prisional; Forças de Segurança e Salvamento (polícia militar e civil, bombeiros).

Fase 5 –  Aplicação da 2ª dose e faltosos de todos os grupos prioritários.

 Após autorização e liberação de vacinas pela SES: Caminhoneiro; Trabalhadores de Transporte Coletivo Rodoviário de Passageiros Urbano e de Longo Curso; Pessoas com deficiência permanente grave; População Privada de Liberdade; Pessoas em situação de rua.

 A oferta de vacinas contra a Covid-19 ocorrerá no período da tarde (13:00 às 17:00) nas Salas de Vacinas, de todas as Unidades de Saúde Pública. As vacinas de rotina do Calendário Básico de Vacinação continuarão a serem ofertadas normalmente no período da manhã (07:00 às 11:00), de segunda a sexta-feira.

 São Grupos Prioritários, conforme o Anexo 1, do Informe Técnico da Campanha Nacional de Vacinação contra a Covid-19:

 

1. Trabalhadores da Saúde: profissionais da saúde (médicos, enfermeiros, nutricionistas, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, biólogos, biomédicos, farmacêuticos, odontólogos, fonoaudiólogos, psicólogos, assistentes sociais, profissionais da educação física, médicos veterinários e seus respectivos técnicos e auxiliares) e trabalhadores de apoio (recepcionistas, seguranças, pessoal da limpeza, cozinheiros e auxiliares, motoristas de ambulâncias e outros, ou seja, aqueles que trabalham nos serviços de saúde, mas que não estão prestando serviços direto de assistência à saúde das pessoas). Acadêmicos em saúde e estudantes da área técnica em saúde em estágio Hospitalar, Atenção Básica e Clínicas, cuidadores de idosos e doulas e funcionários do Sistema Funerário.

 

2. Indígenas vivendo em terras indígenas.

 

3. Pessoas de 60 anos e mais

 

 4. Grupo com comorbidades: Diabetes Mellitus; Hipertensão Arterial estágio 3; Hipertensão Arterial estágios 1 e 2 com lesão em órgão-alvo e/ou comorbidades; Hipertensão resistente; Doença pulmonar obstrutiva crônica; Insuficiência Renal; Doenças cardiovasculares e cerebrovasculares; Indivíduos transplantados de órgão sólido ou de medula óssea; Indivíduos imunossuprimidos; Anemia falciforme; Obesidade grau 3 (IMC≥40); Síndrome de Down.

 

5. Trabalhadores da educação: professores e funcionários das escolas públicas e privadas do ensino básico (creche, pré-escolas, ensino fundamental, ensino médio, profissionalizantes e EJA) e do ensino superior.

 

6. Forças de Segurança e Salvamento: são os policiais federais, militares, civis e rodoviários; bombeiros militares e civis; e guardas municipais.

 

7. Funcionários do sistema de privação de liberdade: são os Agente de Custódia (Penitenciários) e demais funcionários, com exceção dos trabalhadores de saúde.

 

8. Pessoas com deficiência permanente grave: são aquelas pessoas com deficiência permanente grave, que apresentam uma ou mais das seguintes limitações:

 

9. Caminhoneiro: motorista de transporte rodoviário de cargas definido no art. 1º, II da Lei nº 13.103, de 2 de março de 2015, que trata da regulamentação da profissão de motoristas.

 

10. Trabalhadores de Transporte Coletivo Rodoviário de Passageiros Urbano e de Longo Curso.

 

11. População privada de liberdade.

 

 

Documentos necessários para a vacinação:  Cartão de Vacinação; Cadastro de Pessoa Física (CPF); Cartão Nacional de Saúde (CNS);· Documento com foto.

 Trabalhadores de Saúde - profissional precisa apresentar a Carteira Identidade Profissional de· Conselho de Classe ou outro documento que comprove a categoria profissional a qual pertence ou declaração do estabelecimento de saúde onde trabalha;  

Pessoas com comorbidades – apresentar Laudo Médico ou Declaração do Enfermeiro ou· qualquer comprovante que demonstre pertencer a um destes grupos de risco (exames, receitas, relatório médico, prescrição médica etc).

Trabalhadores de Educação – apresentar documento que comprove a vinculação ativa do· profissional com a escola ou apresentação de declaração emitida pela instituição de ensino.  

Funcionários do Sistema Prisional, Forças de Segurança e Salvamento e Forças Armadas –· apresentar a Carteira Identidade Profissional.

 Pessoas com deficiência permanente grave: apresentar comprovante que demonstre possuir a· limitação permanente grave (exames, receitas, relatório médico, prescrição medida, entre outros).  

Pessoas em situação de rua: autodeclarados e aquelas pessoas que se encontram em unidades· de acolhimento para pernoite temporário ou como moradia provisória  Caminhoneiro: apresentar documento que comprove o exercício efetivo da função de motorista· profissional do transporte rodoviário de cargas (caminhoneiro).  

Trabalhadores de Transporte Coletivo Rodoviário de Passageiros Urbano e de Longo Curso:· apresentar documento que comprove o exercício efetivo da função de motorista profissional do transporte de passageiros


Imagens